skip to Main Content

PROGRAMAÇÃO DETALHADA

Selecione o dia desejado:

(ABERTURA) Pensamento global, mas ação local – Desenvolvendo programas para prevenção e controle do câncer no Norte e Nordeste

Horário: 15h – 16h20

O Brasil demanda soluções urgentes para atender os pacientes oncológicos. Apesar do avanço da vacinação contra a COVID-19, a crise em diversas áreas do país, em especial no âmbito da saúde e economia, continua se alastrando: falta de medicamentos de baixo e alto custo, dificuldade na realização de exames e consultas de rotina e o represamento dos diagnósticos oncológicos são apenas alguns dos problemas. As desigualdades e vulnerabilidades sociais das regiões Norte e Nordeste impactam ainda mais no acesso à saúde. A partir das necessidades regionais, para a abertura do 3º Fórum Digital Todos Juntos Contra o Câncer Digital – Norte e Nordeste, convidamos especialistas para apresentar sugestões de melhorias essenciais e integrais ao sistema.

Moderador(a):
Paola Torres

Médica onco-hematologista e Presidente do Instituto Roda da Vida.

Palestrantes:
Itamar Bento Claro

Tecnologista do Instituto Nacional de Câncer do Ministério da Saúde, na área de detecção precoce de câncer.

Silvia Cristina

Deputada Federal (PDT-RO), coordenadora da Frente Parlamentar Mista em Prol da Luta Contra o Câncer.

Catherine Moura

Médica sanitarista e CEO da Associação Brasileira de Linfoma e Leucemia (ABRALE).

Luiz Ayrton Santos Junior

Médico Mastologista do Instituto de Mama do Piauí e Presidente da Fundação Maria Carvalho Santos.

Diversidade e pluralidade na atenção oncológica

Horário: 16h30 – 17h50

É fundamental que a assistência oncológica garanta a promoção de serviços essenciais para todos, independentemente de gênero, raça e classe social.
Falar sobre câncer na população indígena, por exemplo, ainda é um desafio por conta da falta de informação nos registros. A orientação sexual também é uma questão para a prevenção do câncer, já que o tema ainda é considerado um tabu por muitos. Isso sem contar que, de acordo com diferentes estudos, a população negra e de baixa renda são as que mais enfrentam dificuldades na atenção oncológica.
As políticas públicas que zelam pela saúde e estabilidade socioeconômica precisam ser cumpridas e devem ser pensadas a partir das especificidades. Neste painel, teremos falas representativas, com ativistas e gestores que trabalham para melhorar o acolhimento destes pacientes.

Moderador(a):
Soraya dos Santos Pio Matos

Jornalista, especialista em Assessoria de Comunicação e repórter na TV Ceará.

Palestrantes:
Valéria Gercina das Neves Carvalho

Educadora Popular e membro do Grupo de Valorização Negra do Cariri/Grunec.

Januário Carneiro da Cunha Neto

Enfermeiro Sanitarista, Gestor Público de Saúde e ex-Presidente do COSEMS do Amazonas

Valéria Mendonça

Administradora Hospitalar e Ativista  Social dos movimentos sociais de Saúde, Mulheres, LGBTQIA + e Direitos humanos.

Jacqueline Brasil

Ativista transexual, paciente oncológica e presidenta da ONG Atrevida em Natal-RN.  Titular do Conselho Estadual contra a Lgbtfobia do RN.

Navegação do paciente com câncer

Horário: 18h00 – 19h20

Conduzir e acompanhar a jornada de tratamento dos pacientes oncológicos deveria ser prioridade dos serviços de saúde. Os profissionais precisam orientar todos os aspectos relacionados ao câncer e a navegação de pacientes pode ajudar em todas as etapas do tratamento, como, por exemplo, checando resultados de exames e adiantando consultas, se preciso. Acesso aos medicamentos e falta de vagas nos hospitais especializados são algumas das complicações enfrentadas. Este painel irá abordar a importância de uma equipe especializada que ajude em todo esse processo. As regiões Norte e Nordeste demandam políticas públicas para garantir o acesso ao tratamento ideal, e são necessárias ações colaborativas entre o governo e a sociedade civil. Afinal, o câncer não espera.

Moderador(a):
Catherine Moura

Médica sanitarista e CEO da Associação Brasileira de Linfoma e Leucemia (ABRALE).

Palestrantes:
Luiz Guilherme Pinheiro Costa

Orientador da Central de Regulação do Estado do Ceará e Médico regulador do SAMU Fortaleza.

Thiago Xavier Carneiro

Professor Doutor em Medicina e especialista em Oncohematologia

Hélio Fonsêca Jr.

Oncologista, Cirurgião oncológico em Recife. Especialista em Cancerologia Clínica. Atualmente é Superintendente Geral do Hospital de Câncer de Pernambuco.

Daniele Castelo Branco Pires

Gestora da Associação Nossa Casa de Apoio a Pessoas com Câncer.

Ana Paula Pereira de Sousa

Paciente, foi diagnosticada com câncer de mama em 2021.

Educação em Saúde – Caminhos para informar e capacitar

Horário: 19h30 – 20h20

A pandemia mudou as práticas de educação permanente e impulsionou a capacitação em formatos digitais. No Brasil, são poucas as políticas públicas relativas à formação e atualização dos especialistas que atuam no SUS. No centro deste debate, estará a importância da educação continuada para os profissionais de saúde envolvidos no atendimento de pacientes oncológicos, tendo em vista a realidade das regiões Norte e Nordeste.

Moderador(a):
Olivia Andrea Alencar Costa Bessa

Médica, doutora em Pediatria e especialista em Educação para as Profissões da Saúde. Diretora de Pós-Graduação em Saúde da Escola de Saúde Pública do Ceará.

Palestrantes:
Marianne Fernandes

Doutora em Genética e Biologia Molecular e atual Coordenadora de Pesquisas Médicas no Hospital Ophir Loyola.

Emanuelly Mota Silva Rodrigues

Psicóloga, Coordenadora da Residência Multiprofissional em Cancerologia e Ensino e Pesquisa do Centro Regional Integrado de Oncologia no Ceará.

Paola Torres

Médica onco-hematologista e Presidente do Instituto Roda da Vida.

Oncologia Pediátrica: do diagnóstico ao pós-tratamento

Horário: 15h – 16h20

O câncer infantojuvenil acomete, anualmente, cerca de 12.500 crianças e adolescentes no Brasil, sendo a segunda causa de morte nesta faixa etária. E são vários os desafios que ainda enfrentamos. Este painel irá discutir diversos problemas relacionados à Oncologia Pediátrica, como o diagnóstico tardio, dificuldade de acesso ao tratamento, tendo muitas vezes que ocorrer fora de domicílio, insuficiência de profissionais de saúde especialistas em Onco-Pediatria nas regiões Norte e Nordeste. Cuidar das crianças é cuidar do futuro do nosso país.

Moderador(a):
Agenilson Silva

Presidente da ONG Carlos Daniel do Amapá.

Palestrantes:
Sandra Emília

Onco-hematologista pediátrica no Hospital Infantil Albert Sabin. Superintendente Médica na Associação Peter Pan.

Michele Gonçalves da Costa

Analista de Dados em Saúde no Instituto Desiderata

Teresa Fonseca

Onco-hematologista pediátrica e atual presidente da CONIACC.

Alayde Vieira Wanderley

Médica Oncologista Pediátrica e integrante do setor de coordenação de Oncologia Estadual do Pará.

Medicina Integrativa pelo bem-estar do paciente oncológico

Horário: 16h30 – 17h50

No centro desta conversa colaborativa estarão as práticas integrativas e complementares em saúde, que auxiliam o tratamento contra o câncer e contribuem para a melhoria do bem-estar e qualidade de vida. Será apresentado o Mapa de Evidências da Saúde Integrativa para o Câncer. A mesa será composta por especialistas na temática, gestão e profissionais da área médica e multidisciplinar.

Moderador(a):
Paola Torres

Médica onco-hematologista e Presidente do Instituto Roda da Vida.

Palestrantes:
João Victor Sousa Ferreira

Médico formado pela Universidade Federal do Ceará e plantonista no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP.

Francisco Silva Cavalcante Junior

Docente, pós-doutor em Comunicação e Produção Literária. Coordena a Comunidade de Ações para Redesenho dos Modos de Existência e Prevenção do Suicídio - CARMENS

Fátima Holanda

Ex-paciente de câncer de mama, Licenciada em Pedagogia pela Faculdade Christus, especialista em psicopedagogia-Faculdade UVA

Ricardo Ghelman

Presidente do Consórcio Acadêmico Brasileiro de Saúde Integrativa e embaixador da Society for Integrative Oncology para o Brasil.

Disparidades regionais e infraestrutura em saúde na Oncologia

Horário: 18h00 – 19h20

A pandemia trouxe ao país uma profunda crise na área da saúde e fez emergir a necessidade de construir soluções em rede. A atenção oncológica nas regiões Norte e Nordeste se depara com ineficiências na infraestrutura, disponibilidade de aparelhos e baixo número de profissionais. Estarão na mesa do debate pesquisadores de dados, sociedades médicas, especialistas e parlamentares, para debaterem as desigualdades regionais no que tange o sistema de saúde público e privado.

Moderador(a):
Catherine Moura

Médica sanitarista e CEO da Associação Brasileira de Linfoma e Leucemia (ABRALE).

Palestrantes:
Sandro Martins

Médico Oncologista, foi Coordenador da Atenção Especializada do Ministério da Saúde. Atualmente é Pesquisador da Fiocruz Brasília.

Weliton Prado

Deputado Federal , presidente da 1ª Comissão Especial de Combate ao Câncer no Brasil.

Arthur Accioly Rosa

Diretor de Radioterapia do Grupo Oncoclínicas. Presidente do Conselho Superior da Sociedade Brasileira de Radioterapia. Também é Titular de Radioterapia do Hospital Santa Izabel – Salvador (BA)

Nina Melo

Coordenadora de Pesquisa do Observatório de Oncologia.

(Encerramento) Um olhar centrado no paciente

Horário: 19h30 – 20h20

Para ser especialista na assistência oncológica e poder transformá-la, é preciso primeiro ser especialista nas pessoas que vivem o câncer. Por isso, trazemos pacientes oncológicos para contar, a partir da sua experiência pessoal, como influenciaram a melhoria da jornada de outras pessoas com esta doença.

Os desafios para gestão e acesso universal e igualitário da saúde são enormes. Por isso, é importante potencializar o voluntariado, empoderar os pacientes e engajar organizações, entidades médicas, profissionais da saúde, hospitais e o poder público para aprimorar a promoção da saúde, prevenção, diagnóstico, tratamento e qualidade de vida dos pacientes com câncer no Brasil.

Moderador(a):
Thiago Andrade Brasileiro

Engenheiro Agrimensor e de Segurança do Trabalho, paciente de Leucemia Mieloide Crônica (LMC) @ vivendo_com_lmc e integrante do Comitê de Pacientes da ABRALE.

Palestrantes:
André Tôrres

Ex-paciente de Leucemia Aguda Indiferenciada com PH+, transplantado de medula óssea, fundador do projeto @cacadoresdemedula e membro do Comitê de Pacientes da ABRALE.

Jesuína Damasceno Holanda

Enfermeira, ex-paciente de câncer de mama, idealizadora e presidente da Associação em Educação e Saúde da Mama Jesuína Estrela - AMAJES.

Catherine Moura

Médica sanitarista e CEO da Associação Brasileira de Linfoma e Leucemia (ABRALE).

Luiz Ayrton Santos Junior

Médico Mastologista do Instituto de Mama do Piauí e Presidente da Fundação Maria Carvalho Santos.

Paola Torres

Médica onco-hematologista e Presidente do Instituto Roda da Vida.

Realização:
Iniciativa:
Patrocínio Ouro:
Patrocínio Prata:
Patrocínio Bronze:
Apoio Institucional
desiderata_marca_policromatica_simples300250
Sociedades Médicas
sociedade brasileira de mastologia
Back To Top